Boas discussões, por enquanto, nada repetitivas

Uma observação pertinente de Salvador da Cunha em um dos seus primeiros artigos publicados no blogue Food for Tought era que <<os blogs de comunicação repetem-se muito uns aos outros e todos opinam sobre o mesmo tema>>. De facto, até  verificarmos a participação de um maior número de consultoras de comunicação e seus intervenientes na blogosfera víamos muita repetição.

Acho que tal pode ser explicado pelas poucas experiências que eram partilhadas, por quase nenhuma discussão criada e, principalmente, pela ocorrência de muitos estudos e re-publicações de teorias e ideias vindas de outros países. Com efeito nas últimas semanas têm-se observado por força de provocações explícitas, ou não, a criação de discussões muito pertinentes a respeito do tema comunicação.

Quase que simultâneamente Paulo Querido, no  Certamente!, e o próprio Salvador da Cunha começaram duas discussões interessantíssimas. O primeiro tentou conhecer a definição sobre as diferenças da publicidade e da comunicação. Já o segundo atentou às liberdades de expressão e sua importância. E os comentários e artigos que tais blogues iniciaram são de extrema importância. Algumas das réplicas sobre o assunto comunicação X publicidade que valem a leitura, além dos comentários nas próprias entradas, são os textos de Marco Santos, no Bitaites; a resposta de Bruno Amaral, no Relações Públicas; e a contribuição de Carlos Teixeira, no Fractura.net.

Também algumas das experiências das consultoras estão a ser publicadas como, as duas entradas com os ideais aplicados aos recursos humanos da YoungNetwork e a série de quatro artigos (I, II, III, IV) sobre a experiência dos colaboradores da LPM que têm menos de 30 anos. Isto porque, estes artigos dão-nos uma melhor visão da filosofia e ambiente em cada uma das empresas.

Aqui no Noticiare, Paulo Querido, comentou que as consultoras de comunicação chegaram à blogosfera com um atraso de cinco anos. Mas estas primeiras semanas parecem-me promissoras se tal  partilha e fomento de novas e pertinentes discussões continuar. E acredito que os blogues das consultoras podem e devem patrocinar iniciativas de troca de experiências e pontos de vista com tais discussões porque isto só contribui para o desenvolvimento do mercado.

Resta apenas saber quais os assuntos que mais buzz irão causar porque as discussões filosóficas sobre a comunicação também podem ser muito teóricas e repetitivas. Há que se descobrir e descodificar as aplicações práticas que podem aperfeiçoar as intervenções das consultoras para o futuro do sector em Portugal. Por enquanto, que continuem as boas discussões nas caixas de comentários e pela blogosfera!

9 Respostas to “Boas discussões, por enquanto, nada repetitivas”

  1. Bruno Amaral Says:

    Acho que o problema não é a repetição, é os blogs de agência girarem muito em torno uns dos outros.

    Comentam-se uns aos outros e procuram pouco os blogs que não encaixam na “blogosfera de comunicação, marketing/relações públicas”

    Deviam ler mais o bitaites, as redes de blogs e procurar blogs novos e interessantes.

  2. FlaviaPM (Fefa-PT) Says:

    Concordo contigo Bruno. Mas também acho esta inclinação para os blogues das consultoras girarem sempre em torno uns dos outros é um reflexo da natureza humana. Afinal, todos nós procuramos os semelhantes.

    É lógico que para efeito de melhores e mais pertinentes discussões temos de absorver opiniões e informações de todos os lados, justamente, por estarmos no sector da comunicação. Mas acho que esta nova injecção de ideias e discussões pode levar a um maior conhecimento da blogosfera por parte das consultoras de comunicação. É uma questão de tempo e um pouquinho de paciência.

    Cabe a nós, que já aqui estamos há algum tempo, mostrar alguns dos sítios de interesse que há para se conhecer , como o Bitaites.org e muitos outros. Eu, particularmente, aprecio também o macacos.com do Pedro Couto Santos; e o Browserd.com, do Pedro Rebelo.

  3. AF Says:

    Concordo 99% com o Bruno Amaral. Acho que os blogs das agências, salvo raras excepções, giram demasiado em torno delas mesmas, como a Lua em torno da Terra.

    Uma coisa é comentar e escrever sobre comunicação – sentido lato, outra é fazê-lo sobre agências de comunicação. Começa a faltar a paciência para tanta troca de galhardetes!

    Qualquer dia “postamos” sobre isso.

  4. FlaviaPM (Fefa-PT) Says:

    Caro AF

    Sim é isso mesmo! Tens toda a razão de reclamar e estar farto disso. Tal atitude também já foi comentada pelo Carlos Teixeira e respondido pelo Bruno Amaral ou vice-versa.
    Este é um problema sério da blogosfera da comunicação que tem sim de ser resolvido. Mas acho que vamos num bom caminho, não?
    Ás vezes acho que falta um pouco de fé ou continuo a ser uma eterna ingénua?

  5. Bruno Amaral Says:

    Só pelo prazer do diálogo: Não é problema, é característica!

    As agências que comunicarem para outras agências não vão conseguir angariar clientes. Assim, os blogs não mostram retorno, tornam-se um custo.

    Se ainda por cima não ajudarem no relacionamento com outros bloggers passam a servir como diário público.

    AF, eu vou observando o Buzzofias. E do que tenho visto também há algum diálogo fechado. Se não se nota tanto como noutros blogs, acho que é devido ao número de autores.

  6. AF Says:

    Bruno,

    Esse comentário é interessante, porque a ideia do buzzófias é precisamente evitar diálogo fechado entre agências. Que me recorde, só houve dois ou três posts, em quase 70, comentando outras agências. Não é mau.

    Vamos esforçarmo-nos por fazer melhor, no entanto, caso as agências nos dêem motivos, estaremos sempre disponíveis para comentar o tema.

  7. Blogosfera | O Estatuto Blogger | : fractura.net! Says:

    […] certamente Que Sim!, Noticiare, O Lago, Ma-Schamba, Jonasnuts, PTBlogs, :fractura.net!, e noutros tantos locais que queiram anotar […]

  8. Carlos José Teixeira Says:

    @PEOPLE: respostas, dúvidas, conjecturas e muita, mesmo muita parra e pouca uva numa tentativa de resposta a todas as vossas ansiedades ou, se tudo correr bem, aumentá-las ainda mais, colocando mais perguntas em cima de perguntas.
    digna de nota é a estrutura do texto, completamente atabalhoada e disconexa, por vezes, a reflectir o estado de alma em que me encontro neste momento, euforia própria de quem conseguiu escrever mais de uma página A4 em menos de 6 horas e só com dois dedos.
    o link está nos tréquebéques deste e dos blogues que têm participado na discussão.
    grato pela atenção, podem enviar os donativos para a conta habitual.
    hasta!

  9. Mário Says:

    Uma das coisas de que tenho pena é que haja pouca “mistura”, todos se recolhem muito aos seus “cafés virtuais” e tertúlias “fechadas”. Se os matemáticos só se derem com outros matemáticos e os Técnicos de redes entre si, então perdemos muitas oportunidades de enriquecermos as nossas perspectivas.
    Pessoalmente tenho interesse em dialogar e colaborar com pessoas que tenham capacidades diferentes das minhas.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: