Ninguém está “livre” do Twitter – Mais um estudo de caso

O feriado prolongado da Páscoa trouxe-nos mais um estudo de caso sobre a gestão de crise na era das medias sociais. Desta vez o protagonista foi o gigante livreiro Amazon que teve de lidar com o poder do Twitter na criação e propagação de crises de relações públicas.

Desta feita o autor Mark Probst iniciou uma feroz investida contra o site da Amazon no Domingo à noite.

He had noticed that his book The Filly, though still listed on Amazon’s US website, had lost its sales ranking data and was no longer appearing in relevant searches.

Isto divertiu Bill Thompson, jornalista independente e comentador regular do site da BBC que escreveu um artigo sobre todo o caso e ainda afirmou:

My holiday entertainment was provided by typing ‘amazonfail’ into the Twitter search engine and watching the stream of outraged posts about the company that used to be the world’s favourite bookstore flow across my laptop screen.

Todos os detalhes, respostas da Amazon, e desfecho do caso podem ser conferidos aqui

Reblog this post [with Zemanta]

Uma resposta to “Ninguém está “livre” do Twitter – Mais um estudo de caso”

  1. Domino’s Pizza enfrenta crise « Noticiare Says:

    […] uma crise nunca vem desacompanhada. Esta semana começou logo no feriado de páscoa com a crise da Amazon e segue com grave crise enfrentada pela Domino’s Pizza nos últimos […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: