Crisis Management – vale muito a pena ver :)

Anúncios

O mais importante

Artigo Online sobre o que esperar para a área de relações públicas durante o ano de 2010. Na minha opinião e pelo que tenho visto ultimamente, é o melhor artigo publicado sobre perspectivas e previsões para o ano, justamente, por ter os “pés” no chão, e analisar todos os dados com a devida noção.
Destaco, logicamente, os 5 tópicos principais para o ano:

1. Realtime PR

– nada mais acertado que apostar no real! Sem as tradicionais acções de relações públicas, sem o contacto directo e troca de informações é impossível fazer um bom trabalho.

2. Lifestreaming

– Já está muito presente, mas ainda é considerado apenas um nicho. A lembrar que com cada vez mais smartphones comercializados, mais acesso móvel à internet e mais possibilidades de lisfestreaming. É portanto, normal o crescimento.

3. Location-based services

– Sempre associei os dois – livestream e location-based service – um quase não pode existir sem outro e fazer sentido.

4 Augmented reality

– a meu ver é a maior aposta para todas as marcas e empresas. É novidade, pode-se abusar da criatividade e por enquanto ainda se encontram bons trabalhos. Mas acredito que até o próximo semestre vamos estar saturados de aplicações, campanhas e acções que se utilizam da Realidade Aumentada.

5. Digital as a segmentation tool

– Esta é na minha opinião a melhor aposta entre todas, para as empresas que quiserem sobressair na comunicação de marca e no relacionamento com clientes, fornecedores e colaboradores. Quem souber explorar a segmentação tem a faca e o queijo na mão para revolucionar o mercado e abrir portas a novos negócios 🙂

Oportunidade única para estudantes

Boa notícia logo na segunda-feira. Acho  o esforço da YoungNetwork de lançar o projecto Jovens Consultores de Elevado Potencial muito louvável e indica a preocupação (pelo menos de alguns) do sector em renovar e rejuvenescer os quadros das empresas além de tentar mostrar um pouco da realidade para os estudantes. Afinal, todos sabemos que o ambiente “real” é completamente diferente do ambiente universitário.

Quem me dera que o Noticiare, ao inves de apenas um blog, fosse uma pequena agência, para poder colaborar e ensinar o pouco que venho aprendendo, principalmente, no que diz respeito à comunicação e relações públicas direccionadas para a internet. Aguardo ansiosa para ver quais serão as palestras e conferências, quais serão as consultoras interessadas em fazer parte do projeto.

Apenas uma sugestão, após terminados os dois ou três meses de “internato” dos jovens estudantes, seria interessante que pudessémos perceber a opinião dos jovens participantes e também de seus tutores sobre o projecto. “Puxando a sardinha” para minha área, que tal um blog em que pudessem ser publicados todos os desafios, novidades, progressos frustrações, diferenças entre as lições da universidade e “mundo real” ? Inclusive para dar uma luz sobre o que pode acontecer e quais os pontos a serem melhorados e mantidos em todo o projecto para os próximos participantes.

Aos estudantes: fiquem atentos pois, segundo conta, as selecções nas universidades estão prevista para Junho.

Para quem quiser saber mais sobre o projecto – directo da fonte – ou na apresentação

Uma discussão relevante

Uma discussão relevante sobre “O Estado da Arte das RP: Construir Valores, Construir Relações” é a proposta do XI Encontro do Departamento de Comunicação Organizacional que se realiza no próximo dia 29 de Outubro, na ESCS, em Lisboa.

Este ano, o encontro conta com a participação do Professor David Phillips que escreveu o livro On-Line Public Relations e é professor convidado do Mestrado de Gestão Estratégica e Relações Públicas na ESCS, na Universidade de Gloucester Bournemouth e na Universidade de Leeds Metropolitan.

Organização é dos alunos finalistas do curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial e do Mestrado em Gestão Estratégica e Relações Públicas. Para mais informações sobre o programa, com inscrição gratuita e online.

Ele sabe sobre o que fala

E já percebeu como as coisas funcionam actualmente e, principalmente, como serão no futuro.
Por isso não custa nada compartilhar a sabedoria, para que outros sigam-lhe o exemplo. 🙂

Tirado daqui

A Acompanhar

Acabei de ler na newsletter do Jornal Briefing que a Europa irá ter a primeira cimeira sobre Measurement em Junho. Alguém tem mais informações? Eu não achei outras fontes, portanto, fico a acompanhar os desenvolvimentos.

À propósito, uma pequena observação, quando é que uma notícia pode sair sem o “Onde”???

Blogues = diálogo directo / Empresas = adaptação

Adaptação foi a palavra chave durante o debate Conversas da Unicer que teve por tema Blogosfera – Um problema para as empresas ou um novo universo para as relações públicas. Defendeu-se sempre a adaptação das empresas aos novos meios de comunicação e interacção social presentes na internet.

A possibilidade de um diálogo directo entre empresas e sociedade é a principal vantagem dos novos meios sociais de comunicação, como os blogues, afirmaram de diferentes formas os participantes do debate.

A tarde começou com a apresentação de Bruno Giussani, sobre o poder de influência e a facilidade de comunicação existentes actualmente através das diferenciadas ferramentas de relação social. Ele demonstrou que hoje “qualquer indivíduo pode gerar todo tipo de conteúdos e divulgá-lo através da internet”.

Luís Paixão Martins concordou ao afirmar que não mais se pode controlar a informação e acrescentou que a “virtude da internet é que ela torna muito mais fácil a comunicação”. Ao defender essa mesma ideia, António Granado afirmou que as audiências não são mais passivas e que as empresas tem de “estar abertas e disponíveis ao diálogo directo”.

Maria João Nogueira, por sua vez destaca que antes de aventurar-se é preciso conhecer o meio e a forma como ele funciona “não se pode entrar a matar”. A ideia foi apoiada pela intervenção de Granado, que conclui que é preciso ter tempo para consultar e responder aos comentários e também por Eduardo Correia, que sublinha que os clientes tem muito mais acesso às informações e tornam-se cada vez mais exigentes, o que significa que as “empresas têm de procurar um novo plano de relação com a sociedade”.

Paulo Querido afirma ainda que as novas empresas mais do que as tradicionais são as primeiras a aceitar as novas formas de comunicação até por já terem sido criadas com esses meios à disposição, além disso acha que “os blogues podem ser uma ferramenta de aproximação” entre empresas, clientes, colaboradores, fornecedores e mercado.

A conclusão é de que é preciso adaptar-se à nova comunicação que cada vez mais está descentralizada e menos controlada e torna-se mais social do que nunca porque proporciona um debate aberto e imediato. E pergunta-se não mais se as empresas devem utilizar esses novos recursos mas sim, como e quando vão fazê-los.

Para terminar com chave de ouro, infelizmente, o próprio CEO da Unicer, António Pires de Lima, parece não ter-se apercebido de nada do que se falou durante o debate. Ao ser perguntado sobre se a empresa iria ter um blogue respondeu que ele particularmente como CEO “não teria nada para dizer”.

Depois ao ser novamente interpelado sobre o assunto, dessa vez por Giussani, que perguntou se ele, Pires de Lima, como CEO da Unicer, aceitaria que um dos seus colaboradores tivesse um blogue em que relatasse o seu dia de trabalho na empresa disse que há determinados assuntos que não poderiam ser falados mas esqueceu de comentar de que em todas as áreas e para tudo na vida há que se ter um mínimo de ética.

Giussani ainda deixou um bom concelho a ser seguido pelas empresas que desejarem se incluir na blogosfera: O Making of é de interesse geral e seria interessante pensar num blogue corporativo que fizesse isso.

Oradores do debate:

Bruno Giussani, escritor, blogger, comentador e director para a Europa das conferências TED.
António Granado é jornalista e editor do Público
Online.
Eduardo Correia é professor universitário, licenciado no
ISCTE, tem o MBA em Marketing da Universidade de Glasgow e doutorou-se em Finanças, pela Universidade Strathclyde.
Maria João Nogueira é responsável pelos
Blogues do Sapo, faz o trabalho de desenvolvimento da plataforma e a sua gestão assegura desde a estratégia à captação de bons blogues.
Paulo Querido é jornalista, trabalha no semanário Expresso, criador e director da primeira rede de blogues “Tubarão Esquilo”.
Blogue: http://pauloquerido.net/